Até a década de 1960, existia a moda para a senhora e para os jovens. Quem ousasse desrespeitar este conceito acabava mal vista.














Quem ousasse desrespeitar este conceito acabava mal vista. Na moda actual não existe preconceito com a idade, mas sim com o tamanho e ambiente.

O que define o que pode ou não ser ideal para cada idade tem em consideração o tipo de corpo e actividade social e profissional.
Porém, exageros ou extravagâncias muitas vezes comprometem até quem tem 18 anos.
Vestir a última moda em qualquer idade exige cuidados, especialmente para quem já passou dos quarenta.
É possível criar um estilo pessoal misturando o clássico com o inovador de uma maneira discreta e elegante.
Não existe moda específica para as mulheres de meia-idade.
O que define o que usar é o corpo. Mulheres magras poderão adoptar novidades, adaptando-as ao seu tipo de vida e silhueta.
Quem está fora de forma pode optar por um estilo de vestir mais tradicional e ousar nos acessórios.
Mas em todas as estações existem itens ou cores que podem diminuir ou aumentar visualmente a aparência dos anos de vida.
Com a idade a avançar o ideal é trocar o estilo clássico e sofisticado por propostas casuais e mais desportivas.
Ser jovem de espírito ajuda a manter a aparência, mas a maneira de vestir colabora muito mais. Quem quiser aparentar menos idade, deve entender que mais do que seguir as tendências da moda é fundamental confiar no próprio estilo.



Fui recentemente promovida e não me sinto muito à vontade com os meus colegas de trabalho, todos eles executivos.

Para a mulher que ocupa uma posição de destaque, a roupa clássica é sempre a grande solução. Mas não confunda clássico com antigo: o estilo vale sempre, mas deve ser renovado e actualizado.
Mesmo a moda clássica das executivas acompanha as mudanças no comportamento. Com a valorização do corpo, as formas ajustadas trazem saias sensatas, na altura do joelho, e paletós mais acinturados.
As cores claras são energéticas, mas as escuras tradicionalmente projectam uma aura de poder. No entanto, austeridade demais também pesa.
Amenize, jogando acessórios ou modificando o tailleur com novas peças. Lembre-se: os acessórios e complementos podem ser arrojados, mas a peça principal deve ser comportada.
Um bom paletó é indispensável.
Pode ser usado sobre uma saia, calça ou vestido. Roupas mais entreteladas de linhas rígidas impõem autoridade. Ombros com enchimento assinalam que é capaz de assumir responsabilidades.
Se o seu trabalho permite, use e abuse das calças. Elas escondem e insinuam as pernas e, usadas com paletó e camisa aberta, são modernas e discretas.



É verdade que os jeans são moda de momento e só para usar casualmente?

Nada pode estar mais errado do que isso! Os jeans em múltiplas versões - sobretintos (sujinhos), techno (algodão + poliéster), rasgado, desfiado, raw (cru), clássicos - são uma peça de roupa para todas as tendências, todos os usos senão para quase todas as ocasiões.



O que são peças básicas?

Peças básicas são aquelas que combinam entre si, não saem de moda e podem ser usadas tanto no inverno ou no verão.

Que tipo de tecido devem ter as minhas roupas para me movimentar melhor?

O tecido deve ter elasticidade, para que você possa se movimentar. Dê preferência a crepe ou lã fria misturados a strech. Para ter certeza, olhe a etiqueta da saia, que deve discriminar a composição do pano: 10% a 20% de elastano já são suficientes. Com mais do que isso, o tecido vai enrugar ao menor movimento.



Estou cansada de ser igual. Como posso criar o meu estilo e ser diferente?

Quem se dispõe a aprimorar o próprio estilo vai entrar num jogo divertido e democrático, mas cheio de perigos, pois não tem regras claras, nem manual. Para entrar nele é preciso ter "cabeça aberta, olho vivo e muita informação".

No entanto, nada mais moderno e criativo do que misturar tudo com quase tudo e recusar os visuais muito certinhos, muito combinados.

Ao contrário da minha amiga, a minha estatura é acima da média. Existe solução para mim?

Se você é alta e magra: drapeados, golas altas e mangas bufantes são permitidos. Golas tipo escola, no estilo Dior, cortam a silhueta na altura dos ombros e o corpo verticalmente. Nada de capa que saem dos ombros.

Para todos os tipos Veja a seguir alguma ideias para biótipos diferentes:


- Para a baixinha: se for esbelta, pode usar tudo. Para as gordinhas, a saia tem que estar acima do joelho;
- Para a alta : é indicado o uso de calças e camisas masculinas;
- Para a gordinha : roupas escuras, camisas e saias rectas;
- Para a magra demais : top's são mais indicado que os biquínis;
- Para a pessoa de cor : cores fortes, como os tons de azul;
- Para quem tem cabelos curtos : se tiver pescoço bonito, pode usar colares, gargantilhas e golas altas;
- Para quem tem cabelos compridos : o meio-coque com fios soltos e gola careca é perfeito;
- Para a loura : o preto fica muito bem. Tons dourados também;
- Para a de quadril largo : se as pernas forem compridas e a cintura fina, calças e saias rectas;

Como saber que meias são ideais para usar? Veja algumas das nossas propostas:
Meias escuras - afinam as pernas.
Meias claras - engrossam as pernas.
Meias sem costura - engrossam as pernas.
Meias com costuras - afinam as pernas.

As meias devem assemelhar-se a cor das pernas, escolha à luz solar.

Meias são indispensáveis, quando se usa chapéu e luva.
Quando usar "meias-calças" procure esticá-las desde o pé e não apenas a parte de cima. Ficam mal colocadas. Evite meias avermelhadas com vestido escuro. As meias coloridas, devem combinar com o sapato e ter harmonia com o vestido. Meias trabalhadas ou rendadas deve ser usada com sapatos fechados. Para sandálias, meias sem reforço na ponta do pé e no calcanhar.

fonte:tendenciasonline.com

Sem comentários:

Enviar um comentário