Está grávida e o calor aperta. As altas temperaturas podem provocar-lhe um certo desconforto.


Sabe o que fazer e quais alternativas à disposição para aumentar o seu bem-estar?


Siga os nossos conselhos frescos para um Verão escaldante e em segurança. Sabe-se que a mulher grávida tem um certo grau de intolerância ao calor.
É importante que as futuras mães estejam atentas às temperaturas que, muitas vezes, sobem sem pedir autorização.
Em dias de calor excessivo, se tiver possibilidade, fique em casa e evite sair nas horas mais quentes. Uma boa forma de manter a temperatura mais baixa é a colocação de um pano húmido na nuca, testa e no topo da cabeça.
Se é daquelas mulheres que transpiram muito no Verão, não se esqueça de ingerir muitos mais líquidos do que o habitual, como água e sumos naturais.
Esta é uma das formas mais adequadas para evitar a desidratação.
Conselhos para enfrentar o calor

Evite ficar longos períodos em jejum, pois tal hábito pode causar-lhe descidas acentuadas de tensão e desmaios. Opte por praticar exercícios físicos nas horas mais frescas do dia, evitando os momentos mais quentes. Aconselhe-se com o seu médico antes de começar ou continuar qualquer exercício físico. A mulher grávida é mais propensa a queimaduras solares. Por isso, é essencial que evite o contacto directo com o sol nas horas de maior calor. Use um protector solar adequado, de factor elevado, e torne a garrafa de água a sua incondicional companheira.

Quebras de tensão

O tempo quente pode também provocar quebras de tensão, sobretudo nos primeiros meses de gravidez. Os sintomas mais frequentes são as tonturas, podendo ainda sentir tremores nos dedos e um aumento do ritmo cardíaco. Tais quebras de tensão podem levar à sensação de desmaio. Se isso acontecer, deite-se no chão e eleve os pés ao nível das ancas. Se a sua gravidez já estiver avançada neste Verão, deite-se ligeiramente para um dos lados, porque o peso do útero poderá comprimir os grandes vasos sanguíneos do abdómen, provocando uma sensação de desmaio maior. Se não puder deitar-se, sente-se, para não se magoar. Ponha a sua cabeça entre os joelhos, o mais possível, até recuperar. Uma bebida ou uma refeição ligeira podem ajudar no momento.

Como enfrentar o inchaço das pernas

A gravidez no Verão traz consigo o típico inchaço nas pernas, ao qual os médicos intitulam de “edema”. Se a segunda metade da sua gravidez ocorrer nesta época do ano, o grau de inchaço pode aumentar drasticamente. O ideal seria usar uma meia elástica. No entanto, sabemos que esta dica é praticamente impossível de seguir pois as meias elásticas são muito quentes. Assim, reserve 15 minutos depois do almoço e à noite para esticar e elevar as suas pernas. Tente usar a meia da parte da manhã pois o calor é menor nesta altura do dia. Mantenha as suas pernas elevadas enquanto dorme com a ajuda de uma toalha ou uma almofada.
Habitue-se a sentar com as pernas rectas apoiadas num banco ou numa cadeira, nos momentos que reservar para ler ou ver televisão. Pode também esticá-las no sofá. Não se esqueça de escolher sapatos confortáveis e, se possível, um número maior do que o seu tamanho normal.
Caminhe duas a três vezes por semana, nas horas mais frescas. Algumas grávidas podem ter inchaço nas mãos, daí que se recomende que evitem usar os anéis que lhes pareçam apertados. Evite ficar na mesma posição durante muito tempo e não use roupas muito apertadas. Descontracção precisa-se!

Erupções de calor

As erupções de calor debaixo dos seios e nas virilhas são muito comuns. A maioria das grávidas transpira mais e o suor fica preso nas glândulas, dando origem a algumas borbulhas. Já pensou em usar hidratantes para a ajudar a evitar esta situação? Pode ainda usar um sutiã de apoio e recomenda-se a lavagem regular das áreas afectadas. Recorra ainda à aplicação de um pó de talco não perfumado.

Varizes

Também intituladas de veias varicosas variam em gravidade. Doem, por vezes, com muita intensidade e produzem uma sensação de peso. A solução passa, sobretudo, pela prevenção. Tal como nos inchaços, deverá recorrer às meias elásticas, idealmente, antes de se levantar. Para diminuir as dores, aplique jactos de água fria e quente, alternadamente, sobre as pernas com o chuveiro. Se as veias estiverem doridas e com prurido, aplique um saco de gelo ou uma embalagem de ervilhas congeladas. Aconselha-se a prática de exercício físico diário, tal como a natação, o ioga, a marcha para ajudar a melhorar a circulação.

Malditas insónias! Já não precisa de contar “carneirinhos”…

Nos primeiros meses de gravidez, é frequente sentir muito sono durante o dia e adormecer à noite mas acordar poucas horas depois. No segundo trimestre, dificilmente se têm outras alterações de sono mas as insónias insistem em atormentar-lhe a noite, sobretudo nos últimos meses.
Para evitar esta situação, habitue-se a fazer grandes caminhadas depois de jantar, tomar um banho quente e relaxante antes de se deitar e beber um copo de leite quente antes de dormir ou um chá calmante de ervas, como por exemplo, a erva-cidreira. Se alguma coisa estiver a preocupá-la, nunca a guarde para si. Partilhe as suas preocupações com os seus amigos, familiares e médico assistente. Só assim poderá desligar as preocupações na hora de apagar a luz.

Destaques
“Aconselha-se a prática de exercício físico diário, tal como a natação, o ioga, a marcha para ajudar a melhorar a circulação” “Caminhe duas a três vezes por semana, nas horas mais frescas”
“Partilhe as suas preocupações com os seus amigos, familiares e médico assistente. Só assim poderá desligar as preocupações na hora de apagar a luz”
“Habitue-se a sentar com as pernas rectas apoiadas num banco ou numa cadeira, nos momentos que reservar para ler ou ver televisão. Pode também estica-las no sofá”


fonte: sapo mulher

Sem comentários:

Enviar um comentário