O período pós-parto, chamado de puerpério, dura aproximadamente seis semanas e necessita de atenção especial


As transformações que acontecem no corpo da mulher são muitas e nada como sentir-se bem e disposta para cuidar de si e de quem acabou de nascer.
Após a cesariana
A bioquímica Carolina Ynterian explica que depois de uma cesariana, a mulher precisa ter muito cuidado quando chega em casa com o bebé. "A paciente deve ter atenção ao carregar algum tipo de peso, fazer exercícios físicos e manter a higiene do local onde foi feito o corte da cirurgia", afirma. Depois da cirurgia, o útero continua a contrair-se até voltar ao seu tamanho normal. Nesse período, pode ocorrer cólicas que são amenizadas com o uso de analgésicos indicados pelo médico. Geralmente, uma semana após o parto, é preciso fazer uma visita ao ginecologista para retirar os pontos e avaliar como a mãe está a sentir-se. "Ao fazer uso da cinta abdominal, ela terá maior segurança na sua movimentação", aconselha o ginecologista Dario Nunes Kehdi.

Após o parto normal
Os cuidados são similares à cesariana, explica o Dr. Dario. Carolina afirma ainda que é preciso notar o aparecimento de edema vaginal. ''Porém, muitas pacientes que já passaram pelo parto normal e cesariana comentam que a recuperação do primeiro é mais rápida, principalmente devido aos pontos, que podem causar desconforto", conta.

Alimentação correcta
No pós-parto, o médico ginecologista juntamente com o médico pediatra recomendam a dieta ideal para a mãe se sentir bem, assim como para ajudá-la a poder amamentar melhor o bebé. Segundo o ginecologista, refeições à base de carnes magras, verduras, legumes, frutas, leite e seus derivados é ideal. ''Alimentos como feijão e chocolate devem ser evitados, pois podem ocasionar gases nas mães e nos bebés também", alerta a bioquímica.

Exames
Na quarta semana após o parto, a mãe deve fazer uma visita ao médico, que irá analisar como ela está física e emocionalmente. Será feita a pesagem, para avaliar se a mulher já está a voltar ao seu peso. Um exame dos seios vai avaliar os mamilos, a sensibilidade, a presença de tumores e a lactação. O ginecologista irá rerificar também se o corrimento vaginal (que termina entre a quarta e quinta semanas) diminuiu e a posição em que o útero se encontra.

Vitaminas
A Dra. Carolina explica que podem ocorrer quedas hormonais nesse período. "A suplementação, muitas vezes, é indicada", afirma. Dr. Dario diz que podem haver vertigens e fraqueza. "Por falta de vitaminas, pode ocorrer o afinamento dos fios de cabelo e o aumento da queda dos mesmos", afirma ele. "Uma alimentação equilibrada é fundamental para ajudar neste e em todos os aspectos de uma gestação e um pósparto saudável", completa.

Relação sexual
O desejo de voltar a fazer sexo após o parto varia de pessoa para pessoa. É normal que a mãe se sinta indisposta, devido às longas noites cuidando do bebé. Depois de aproximadamente 40 dias e da região estar cicatrizada, é possível voltar a ter relações sexuais normalmente.
Exercício físico
Dependendo da paciente, após a cesariana, é possível voltar a fazer exercícios físicos leves. "As mulheres que já se exercitavam antes e durante a gestação, muitas vezes, retornam a actividade física após 40 dias", afirma a profissional. Depois do parto natural, Dr. Dario afirma que as actividades estão liberadas após 15 dias. De acordo com Carolina, o ideal é um retomo gradual aos hábitos, ou seja, iniciar a actividade física assim que o médico libertar e equilibrar a alimentação, "preferindo alimentos menos calóricas e evitando doces e refrigerantes. Fazendo isto de maneira gradativa, a mulher retoma aos poucos a sua forma física, podendo aproveitar ao máximo a fase da amamentação", diz.

fonte. ser mulher

Sem comentários:

Enviar um comentário