Gastar muito dinheiro no natal leva normalmente a dívidas no ano novo, por isso use a imaginação e o planeamento financeiro para comprar presentes de natal mais baratos e ter um natal festivo.


Muitas pessoas caem sempre na mesma armadilha, gastando dinheiro a mais nas prendas de natal, comprando objectos muito caros para as suas capacidades financeiras, comprando comida muito cara e depois arrependem-se quando chega Janeiro do ano seguinte, só que já é tarde e já têm mais dívidas.

O natal é a altura do ano para dar e receber, mas não em excesso porque os tempos não estão bons para exageros financeiros o que leva a que tenha de planear o natal e os presentes de natal com mais cuidado.
Orçamento para presentes de natal e não só

A primeira coisa a fazer é um orçamento para as prendas de natal para saber exactamente quanto pode gastar e colocar esse dinheiro de parte antes de chegar a altura.

De seguida deve saber a quantidade de dinheiro a gastar em presentes de natal. Em comida, em deslocações e outras despesas variadas.

Prendas de natal para menos pessoas

Como estamos num ano difícil, corte todos os presentes de natal que conseguir. Fale com essas pessoas e peça para não lhe darem nenhuma prenda de natal e vice-versa.

Divida o orçamento das prendas de natal por cada uma das pessoas e saiba quanto pode gastar por cada um e não fuja a esse planeamento.

Estabeleça um máximo por cada presente de natal com os seus familiares. Façam disso um jogo e vejam quem consegue oferecer a prenda de natal mais original e engraçada pelo valor que estipularam.

Se quiserem ir mais longe, optem por fazer o jogo do ‘amigo secreto’, onde cada uma das pessoas apenas oferece um presente de natal a outra. Assim, cada pessoa apenas compra uma prenda de natal e apenas recebe uma também. Todos ganham, porque todos gastam menos dinheiro e todos recebem um presente de natal de melhor qualidade.

Com alguma imaginação todos conseguem uma excelente época natalícia sem gastar muito dinheiro em presentes de natal. O mais importante é estarmos com as nossas famílias e partilharmos o sentimento de alegria e paz que se manifesta nesses dias.


Criar categorias para as prendas de natal

Crie categorias conforme a sua relação com as pessoas com quem pretende trocar prendas de natal.

    * Familiares próximos – Filhos, pais, marido e mulher.
    * Outros familiares – sogro, sogra, cunhados, noras, primos, tios, afilhados, irmãos, irmãs.
    * Amigos – colegas de emprego e amigos

A primeira tarefa é eliminar nomes desta lista, fale com eles e combinem não dar prendas uns aos outros. Convide-os para um jantar ou uma festa entre todos, para passar algum tempo juntos. Coloque estes nomes numa nova lista para preparar estas actividades.

Normalmente as pessoas têm vergonha de iniciar esta conversa, mas vai ver que encontrará uma vontade recíproca na maioria das vezes. A vida está difícil e todas as oportunidades para poupar dinheiro são bem vindas e não significam que gosta menos dos seus amigos ou familiares.

Todos nós temos familiares da parte da mãe ou da parte do pai. Quando somos casados temos também os familiares do cônjuge, em duplicado. Uma das coisas mais fáceis de fazer para poupar dinheiro nesta altura é combinar com a sua família que só devem comprar prendas de natal se passarem o natal juntos. Se passarem o natal afastados, não faz sentido andar a enviar prendas de natal que vão ser abertas em Janeiro ou Fevereiro, só para dizer que recebeu e ofereceu uma prenda de natal. Fale com os seus familiares e veja que eles estarão de acordo.

Diminua o orçamento para prendas de natal

Comece por saber quanto dinheiro está disposto a gastar neste natal, depois reduza esse valor em 10 ou 20%.

A seguir divida esse valor por todas as prendas de natal que terá de comprar, colocando uma percentagem por cada categoria criada. Por exemplo, 50% para os familiares próximos, 30% para os outros familiares e 20% para os amigos. Ajuste este valor consoante o número de pessoas que ficam dentro de cada categoria.

A redução do valor no orçamento vai obrigá-lo a ser mais criativo na escolha das prendas de natal, por isso convém fazer o orçamento com alguma antecedência relativamente ao dia de natal.

Planeamento com antecedência

Se planear com muita antecedência, como 12 meses por exemplo, poderá retirar semanal ou mensalmente o dinheiro para a compra da prenda de natal perfeita dentro dos limites estabelecidos. Tem mais tempo para aproveitar promoções ao longo do ano e não precisa de se preocupar na altura do natal em tirar muito dinheiro da conta.

O mais importante é manter-se fiel ao orçamento que definiu durante os 12 meses que antecedem o natal e ter as prendas de natal compradas sem a azáfama dos últimos dias.

fonte. poupar dinheiro

1 comentário:

  1. Nunca pensaste ser assessora de beleza?
    Visita o meu blog
    http://www.orimoda.blogspot.com/

    ResponderEliminar