Ingredientes:

    * frango partido aos bocados
    * sopa de cebola ( eu compro no mini preço)
    * pacote de natas
    * 1 bocadinho de azeite


Confecção:

Num tabuleiro de ir ao forno, ponha um bocado de azeite só a tapar o fundo.
De seguida disponha os bocados de frango, previamente passados pelo conteúdo da sopa de cebola e leve ao forno a alourar, primeiro dum lado, depois do outro, até ficar assado. Retire-o do forno, sem o desligar.
Deite o pacote das natas por cima do frango e volte a colocá-lo no forno.
Fácil e simplesmente uma delicia!


Acompanhe com arroz ou batatas e salada!


A aquariofilia exige cuidados e alguma dose de conhecimentos. Um aquário de água doce com espécies tropicais, terá o devido sucesso de acordo, com as espécies que escolheu para o preencher. A selecção deve ser cuidada.


Investigue acerca das espécies mais resistentes, pois estas são a sua melhor opção. O facto de ser inexperiente, poderá trazer consequências prejudiciais.

A instalação ou a manutenção do aquário, não deverá ser feita em torno de mudanças bruscas, quer seja ao nível da água, do amoníaco ou dos nitritos.

Portanto, evite espécies delicadas, e escolha as zebras, os gouramis, ou os mollies. Estas são espécies que vivem no mesmo ambiente, e assim as condições de temperatura., PH e alcalinidade, serão todas idênticas.

Nunca misture peixes de águas duras com peixes de águas calmas, ou peixes de PH elevado com peixes de PH baixo.

A incompatibilidade entre as espécies é um risco e, os problemas podem surgir. Assim, não escolha espécies agressivas. Adquira arlequins, e evite espécies violentas, como os ciclídeos.

Não misture peixes de espécies tranquilas, como os escalares, com os néons, que é uma espécie mais agitada. Os comportamentos dos mais movimentados, podem perturbar os restantes.

Quando adquirir o seu aquário, escolha poucas espécies de início, para estudar a maneira como se movimentam e comportam. Já agora, combine peixes que gostam de nadar ao fundo, como as corredoras, com peixes de centro ou de superfície, como os barbos ou os gouramis.

Pronto, está agora preparada para obter um aquário de água doce.

O bullying é um comportamento que se caracteriza pela ameaça ou agressão (psicológica ou verbal) de forma intencional e repetida e que ocorre sem motivação evidente.

Este comportamento é praticado por um sujeito (designado de bully - valentão) ou por um grupo de sujeitos, com o objectivo de intimidar ou agredir outro sujeito ou grupo de sujeitos. É perpetado por crianças ou jovens que têm, por qualquer motivo, mais força e poder que a vítima.
A escola é um dos lugares onde o bullying é praticado com frequência, uma vez que neste espaço convivem diariamente crianças e/ou adolescentes. Pode ocorrer dentro ou fora da escola, em zonas onde a supervisão adulta é mínima ou inexistente e não está restrito a nenhum tipo específico de instituição: primária ou secundária, pública ou privada, rural ou urbana.

O bullying é um problema grave que acontece todos os dias, um pouco por todo o mundo, e que pode levar a vítima à depressão, à perda de auto-estima e, em último caso, ao suicídio conhecido por "bullycide".

Caracterização do bullying


O bullying divide-se em duas categorias:


- Bullying directo - é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos;
- Bullying indirecto - conhecido como agressão social, é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social.
      Este isolamento é obtido através de várias técnicas (espalhar comentários; intimidar outros que desejam relacionar-se com a vítima; criticar o seu modo de vestir, a sua etnia ou religião, incapacidades…).

Existem 5 tipos de actores co-implicados no bullying:

   1. Agressor – pretende obter força, poder e domínio; ter fama e popularidade na escola amedrontando os outros;
   2. Vítima;
   3. Defenders – alunos que defendem as vítimas e são contra o bullying;
   4. Bystanders – alunos que presenciam a situação e reforçam positivamente a acção do agressor;
   5. Outsiders – alunos que não se manifestam nem de forma positiva nem de forma negativa perante o bullying.

A potencial vítima pode ser uma criança ou um jovem que apresente determinada característica que a torne um alvo fácil, como por exemplo, ser mais gorda/magra, gaguejar, usar óculos... Os pais e educadores devem estar atentos a possíveis sinais (fobia à escola, baixo rendimento, depressão, baixa auto-estima, etc.) que possam surgir por parte dos filhos ou alunos. O bullying não deve ser confundido com as brincadeiras que normalmente acontecem na infância e adolescência.

Técnicas de bullying

    * Os bullies combinam a intimidação e a humilhação para atormentar os outros. Por exemplo:
    * Roubar e/ou danificar objectos pessoais de uma pessoa, como livros ou material escolar, roupas… Espalhar rumores e comentários negativos sobre a vítima (trocar e passar mensagens ou bilhetes falando mal da pessoa em causa);
    * Fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando-a;
    * Fazer comentários negativos sobre a família da pessoa, sobre a sua aparência pessoal, orientação sexual, religião, raça, nível de vida, nacionalidade…
    * Levar a vítima ao isolamento social;
    * Praticar o cyberbullying (criar páginas falsas sobre a vítima em variados sites);
    * Fazer chantagem;
    * Utilizar expressões ameaçadoras;
    * Chamar nomes aos colegas;
    * Agredir física e/ou verbalmente colegas, de forma sistemática e prolongada no tempo;
    * "Fazer chacota" (cochichar) continuamente sobre a vítima;
    * Tirar bens aos colegas (dinheiro, objectos pessoais...).


Efeitos do bullying


Quando praticado de forma persistente pode ter um ou vários efeitos no sujeito e/ou no ambiente onde ocorre.

Efeitos sobre o sujeito:

    * Ansiedade Sensibilidade a determinadas brincadeiras
    * Perda de auto-estima
    * Tristeza e irritação
    * Medo de expressar emoções
    * Problemas de relacionamento
    * Abuso de drogas e álcool
    * Auto-mutilação e mesmo suicídio (bullycídio)

Efeitos no ambiente escolar:

    * Níveis elevados de abstinência escolar
    * Alta rotatividade do quadro de pessoal
    * Desrespeito pelos professores
    * Número de faltas elevado
    * Porte de arma por parte de crianças com o objectivo de se protegerem

Quais são as consequências do Bullying sobre o ambiente escolar?

Quando não existe uma intervenção efectiva contra o bullying, o ambiente escolar torna-se problemático. Todos os intervenientes no espaço escolar são (sem excepção) afectados de forma negativa, passando a experimentar sentimentos de ansiedade e medo que poderão desencadear outros ainda mais graves para a sociedade, como o abandono escolar, doenças psicossociais...

Para a eliminação da violência na escola, devem ser criadas e tomadas as medidas necessárias por parte das entidades responsáveis. Quando são bem aplicadas e é envolvida toda a comunidade escolar, contribuem para o convívio saudável e equilibrado, ou seja, para a formação de uma cultura de não-violência na escola, e de uma forma mais geral, na sociedade.

fonte: mulher portuguesa

Bullying: o que fazer?

Publicado em janeiro 29, 2010
O bullying é um comportamento que se caracteriza pela ameaça ou agressão (psicológica ou verbal) de forma intencional e repetida e que ocor...

Ele aí está em força e se este ano vem mais frio que o habitual, não quer dizer que não traga consigo a chuva e com esta vários problemas. É altura para nos preocuparmos em resguardar esse órgão tão sensível que é a nossa pele.

Todos os dias a pele, em especial a do rosto, é sujeita ao desgaste, à poluição e às agressões do meio ambiente e se no Verão tomamos especial cuidado no que respeita às agressões do Sol, que envelhece prematuramente a pele, muitas das vezes no Inverno esse cuidado não é tão rigoroso como deveria ser.

Mal a temperatura desce, a pele seca começa a sentir os primeiros efeitos do frio, ficando gretada e mais sensível, a pele mista fica ainda mais ressequida e mesmo a pele oleosa pede ajuda. Uma forma de saber se a sua pele é sensível ao frio é verificar que esta fica avermelhada quando é exposta a baixas temperaturas e o melhor neste caso é munir-se de cremes específicos para o seu tipo de pele, com ingredientes e fórmulas calmantes. A maquilhagem pode, também aqui, ser uma ajuda essencial.

Convém aplicar uma base fluída e hidratante que sirva como barreira protectora, e que ao mesmo tempo irá disfarçar a vermelhidão do rosto. Por outro lado, alguns tons de sombras como os avermelhados ou lilases devem ser evitados no caso de estar constipada ou com os olhos vermelhos.

Antes de sair de casa, dedique alguns minutos para aplicar um creme protector no rosto e nas mãos e espalhe um creme ou leite corporal hidratante para evitar a pele ressequida e gretada e à noite aplique um óleo de banho, para evitar manchar o vestuário. Se vive em zonas realmente frias, não se esqueça ainda de um creme de contorno de olhos tanto de manhã como à noite.

Para além do inimigo natural que são as condições ambientais a que temos de nos submeter, outras agressões existem que podem ser controladas, como acontece com o estilo de vida que levamos, e que pode enfraquecer e danificar as células da pele, a exposição a luzes intensas e aos raios de televisão e de ecrãs de computador, que podem também envelhecer prematuramente a pele, e que com alguns cuidados suplementares podem ser evitados ou diminuídos, nomeadamente mantendo uma distância regular dos seus emissores.

Para diminuir os efeitos das intempéries no seu rosto deve ter sempre à mão na sua mala um creme hidratante e nutritivo para rosto e mãos e um batom de cuidado para os lábios gretados ou secos. E se pensa que é ‘carga a mais’ lembre-se de que a sua pele irá agradecer-lhe estes cuidados extra.


fonte: mulher portuguesa

Cuide da sua pele no Inverno

Publicado em janeiro 28, 2010
Ele aí está em força e se este ano vem mais frio que o habitual, não quer dizer que não traga consigo a chuva e com esta vários problemas. ...


1 kg de farinha de trigo
50gr de fermento padeiro
sal
1 c. sopa de açúcar

Num recipiente deitar o fermento, sal e o açúcar, juntar alguma água morna.
Noutro recipiente, deitar a farinha, guardar cerca de 1 chávena. Juntar o conteúdo da mistura de fermento e envolver. Consoante for necessário, vai-se juntando mais água e amassando até ficar com a consistência desejada. Sovar muito bem e colocar num sítio aquecido até dobrar de volume.
Fazer bolinhas, usando a farinha que se guardou para polvilhar e tender... colocar num tabuleiro polvilhado de farinha... levar ao forno a 200ºC até o pão ficar cozido ou se gostar, deixar corar um pouco.

takeforum
Aqui vai uma receita que fiz ao almoço , retirada de um site simplesmente espectacular: podem ver aqui
A foto é do site porque não consegui tirar nenhuma de jeito.

Ingredientes
2 frangos
200g de chouriço de carne
250g de bacon
1 dl de azeite
3 cebolas
2 dentes de alho
6 cravinhos
2 caldos de frango
2 colh chá de açafrão
750g de arroz
bacon fatiado qb

Preparação
Coza os frangos com o chouriço, o bacon, duas cebolas, os cravinhos, os caldos de frango e o açafrão.
Depois de cozido desfie e guarde a água de cozedura coada.
Faça um refogado com o azeite, uma cebola picada e os alhos.
Junte a água de cozer o frango (2 vezes e meia a quantidade de arroz).
Junte o arroz e deixe cozer durante cerca de 20 min.
Coloque metade do arroz num tabuleiro untado com manteiga e espalhe bem.

De seguida, coloque o frango, o bacon e metade do chouriço desfiados e cubra com o resto do arroz.
Decore com fatias de bacan e rodelas do resto do chouriço.
Leve ao forno a 180º para gratinar.


Deliciei-me ...



Um jantar para a família, uma grande festa com todos os amigos, um momento íntimo a dois? O Pedido de Casamento, hoje com um pouco menos formalidades que em tempos passados, continua a ser um momento muito importante para os casais de namorados. É o Pedido de Casamento que marca a altura em que dois solteiros apaixonados decidem partilhar a sua vida para sempre.

Velas, flores, música… Um jantar especialmente preparado para uma noite que se quer recordar para sempre. Poesia, chocolates, canções de amor… Cada pormenor pensado para que a paixão seja constante… Uma carta, uma prenda, um anel… Queres ficar comigo para sempre?

Não se iniba, deixe que o seu amor se misture com a sua imaginação e surpreenda a sua amada com momentos cheios de sentimentos intensos e inesquecíveis. A felicidade é uma palavra que se constrói no plural.

E você? Ama o seu namorado mas vai ficar aí quieta à espera do seu Pedido de Casamento? Surpreenda o seu namorado com uma festa privada, reúna todas as coisas que ele mais gosta, dê-lhe aquele presente que ele tanto quer receber. Seja ousada, o sim já está garantido!


Para um jantar de noivado com tradição aqui vai o que deve fazer: 

A entrega do anel de noivado:
Depois de participarem aos respectivos pais a decisão de casar, segue-se o famoso jantar de noivado. Segundo a tradição, os pais da noiva costumam organizar um jantar em sua casa, convidando a família do noivo e os familiares mais próximos (avós, pais, irmãos) para partilharem este momento. O principal objectivo deste jantar, para além da convivência e do conhecimento de ambas as famílias, é a participação do noivo ao futuro sogro da sua intenção de casar, pedindo-lhe a mão da filha.

Esta cerimónia, embora possa constar de um simples jantar, costuma ser preparada com alguma sofisticação e gosto, pois assinala o momento em que as famílias se conhecem pela primeira vez.

Depois do jantar, o noivo entrega o anel de noivado à noiva, (supostamente, depois de já ter tido a referida conversa com o sogro), acompanhado de um breve discurso. No final da refeição, o dono da casa costuma brindar à saúde dos noivos e, nalguns casos, discursa sobre o casamento.

O anel de noivado costuma ser oferecido em simultâneo com a marcação da data do casamento, assinalando o início do noivado. Uma vez que as familias estão ambas reunidas, este poderá ser o momento certo para marcar a data de casamento e discutir possibilidades para realizar a festa. Nalgumas famílias, existe também o hábito dos pais do noivo oferecerem um presente à noiva, habitualmente uma jóia.

Para assinalar esta data, a noiva costuma oferecer uma lembrança ao noivo, consoante as suas possibilidades e gosto. O mais comum é serem botões de punho, um relógio, uma caneta ou qualquer outro objecto relacionado com o seu gosto e que simbolize o seu afecto e amor.

fonte. casamento click

O segredo está em saber doseá-los. Está também nalguns cuidados especiais que deve conhecer.

Antes de mais, fique a saber que o mês de Novembro é um mês muito particular para as plantas. Significa um certo período de adaptação a uma nova vida. É o mês em que correm os primeiros dias menos longos e também menos quentes.

Por isso mesmo, é preciso ter em conta que deve regar o seu jardim com água tépida e sempre antes da hora do almoço: assim, ficará certa de que, ao cair do dia, elas estarão secas.

Já que a luz é cada vez menos, coloque as plantas de cores muito marcadas em locais onde possam receber o máximo de luz possível. Garante, assim, que as cores continuam vivas. Evite também os chamados "choques térmicos": não obrigue as suas plantas a suportar temperaturas demasiado frias ou demasiado quentes.

Mantenha em posição estável as plantas ou as flores que têm botões: assim, garante que eles continuam no lugar e não caiem.

Dezembro é o mês do Natal. Toda a família tem direito ao seu presente. As plantas também. E, para isso, nada melhor do que uma prenda feita a pensar nelas. E que tal um espelho? Sim... um espelho é um óptimo "truque" para manter vivas as plantas: reflecte a luz que chega do exterior, ajudando-as a conservar o melhor dos "rostos". E até para si é uma recompensa: a sensação de verde reflectida através de um espelho é, nada mais nada menos, do que duas vezes maior!

E para que as plantas continuem a florir, não deixe ficar no vaso flores murchas: retire-as de imediato e corte-as de forma adequada a cada tipo (na base do caule, como no caso do antúrio; ou abaixo do cálice).

Quanto às folhas, deve assegurar-se de que estão sempre limpas. Utilize uma esponja para as lavar e um pano suave para eliminar o pó das folhas maiores.

E não esqueça que, agora mais do que nunca, as plantas devem ter a terra sempre húmida: uma boa maneira de garantir que assim é, é deixar o vaso mergulhado em água tépida, durante cerca de trinta minutos, dia sim, dia não. Assim, a água pode penetrar na terra, por meio dos pequenos buracos que existem no fundo do vaso.

E chegámos a Janeiro. Ano novo, vida nova... também para o seu jardim. Os dias começam lentamente a "engordar". A quantidade de luz é, pouco a pouco, maior. O tempo de "repouso" de muitas plantas aproxima-se do fim. Para estas, é preciso mudá-las de vaso, arranjar-lhes nova "base". É também hora de começar a podar e a fechar os cortes mais grossos. Para isso, utilize cera em pequenas quantidades.

Janeiro é o mês em que deve cortar toda a vegetação supérflua. É também nesta altura que deve ministrar fertilizantes hormonais nas plantas verdes. Os fetos exigem que lhes corte as hastes mais velhas. É o momento ideal para plantar sementes de frutos ou bagas de "cerejas de Inverno".

Fevereiro é o último mês de um longo Inverno. O sol brilha mais alto e é preciso preservar as plantas e as flores da exposição directa à luz alta do "astro-rei", ao meio-dia. Mas, como a chuva ainda não foi "de férias", evite mudanças bruscas entre os pingos de água da chuva e o sol cada vez mais forte: não esqueça que nada é pior para as plantas do que o choque térmico.


Aproxime os cactos da luz. Mas faça-o gradualmente. Utilize uma folha de papel própria para filtrar a luz do sol, no vidro da janela: assim, só a luz absolutamente necessária chegará ao cacto.


O último mês da estação é a altura ideal para fornecer adubos a todas as plantas que chegaram ao fim da "época de descanso". Mas esta é um regra com excepções: não se aplica às que tiveram direito a novo vaso ou às que foram plantadas num novo; estas devem ficar sem adubo durante, pelo menos, um mês.

fonte: mulherportuguesa.

Mudar de visual

Mudar a cor ou o corte do cabelo, comprar umas roupinhas novas, aumentam a auto-estima, e toda nós sabemos que uma mulher bonita e confidente chama mais a atenção do sexo masculino.

Mude a rotina

Se é daquelas mulheres que anda de casa para o trabalho e do trabalho para casa, não se iluda, assim vai ser complicado encontrar o homem dos seus sonhos, mude de rotina, vá ao café, ao cinema, inscreva-se num curso de inglês ou inscreva-se num ginásio. A mudança da rotina diária permite-lhe conhecer novos amigos e quem sabe o seu novo namorado.

Não ande em grupo

Quando sair com amigos, o melhor é sair num grupinho de 3 a 4 pessoas, se for um grupo muito maior maior inibir qualquer aproximação do sexo masculino.

Internet

A internet, e cada vez mais uma forma válida e conhecer pessoas, e quem sabe o amor. São cada vez mais os casais que se conhecem através do msn, hi5, orkut, facebook, no entanto deve ter alguns  cuidados com a propaganda enganosa. Não forneça detalhes da sua vida.



fonte: espaço mulher

 Ingredientes:

1 santola  cozida a gosto
gambas  a gosto
150 gramas de farinha  torrada
pão  torrado
1 e 1/2 litros de água 
azeite 
2 cebolas 
polpa de tomate  a gosto
1 alho francês 
1 cenoura 
sal  a gosto
pimenta  a gosto







Preparação de Creme de Marisco:

1. Descasque as cenouras, as cebolas e arranje o alho francês retirando as folhas verdes.

2. Numa panela coloque o azeite e refogue a cebola, o alho francês e a cenoura.

3. Adicione a água e o tomate. Tempere de sal e pimenta a gosto e deixe levantar fervura.

4. Misture então a farinha, a carne da santola e as gambas.

5. Mexa bem para ficar tudo bem ligado.

6. Sirva com cubinhos de pão torrado.

fonte: saborosas

. Preste-lhe mais atenção, ouça-o mais e mostre verdadeiro respeito pelas características da personalidade dele. "Quando falamos com alguém e percebemos que essa pessoa está a tomar toda a atenção e a respeitar a forma de pensar e valores pessoais, sentimo-nos acarinhados e respeitados. Não é preciso muito mais que isto. A escuta activa faz vir o afecto ao de cima", diz a psicoterapeuta.

. Não entre no esquema de lhe perguntar constantemente "O que é que tens, fala comigo!" Ele só vai sentir-se mais pressionado. Aceite que há momentos para falar e que nem todos têm a sua capacidade de verbalizar sentimentos.

. Em vez de o criticar gratuitamente, convide-o primeiro a expressar sentimentos. "Queres falar sobre o assunto?" ou "O que sentes com essa situação, qual é a tua dificuldade em falar?"

. Conte-lhe algo que é verdadeiramente íntimo para si: as alegrias, um trauma do passado, memórias de infância, a razão das suas tristezas. Partilhe a informação afectiva que interessa à vossa relação e que, normalmente, se coíbe de mostrar. Estará a encorajá-lo a fazer o mesmo.

. Incentive-o a expressar-se os sentimentos, longe da sua presença. Escreva um e-mail ou uma carta a explicar o que sente por si, o que pensa da vossa relação. Deixe claro que espera resposta. Pode facilitar, numa fase inicial de treino de competências emocionais.

. Não ponha as questões que a incomodam debaixo do tapete. "O conflito é necessário e importante", aponta Rosário Gomes. "É com ele que a evolução da relação acontece, mas é essencial que venha acompanhado de capacidade de resolução." Faça-lhe ver que não gostou de um certo comportamento e o que isso a fez sentir. Dê-lhe a oportunidade de dizer qual era a intenção dele e de se explicar.

. Não despreze a ajuda profissional. Numa primeira fase, o homem pode sentir-se mais à vontade a sós com o terapeuta, para se perceber um pouco melhor e, só depois, se passa à fase de ajuda ao casal. "Temos que identificar o problema antes intervirmos: se está na individualidade ou na sintonia da relação e da partilha", analisa Rosário Gomes.

 fonte: activa
Os dias frios levam a que se fique mais tempo em casa, embrulhada em mantas e perto do aquecedor ou da lareira, e as festas religiosas (Natal, Dia de Reis, Páscoa…) acabam por ajuda à festa. Os resultados não se fazem esperar. Chegada a Primavera, começam as dietas loucas para perder os quilos extras acumulados nos últimos meses.



Mas será que o problema está na época ou na nossa força de vontade?

O Inverno é realmente uma época que convida a acumular uns quilos a mais. E isso tem uma explicação. Tal como os animais que hibernam precisam de acumular energia para aguentar o corpo adormecido, também nós necessitamos de ingerir mais calorias para garantir a manutenção da nossa temperatura corporal. Por isso, existe uma maior tendência para procurarmos refeições mais quentes e pesadas, normalmente sinónimo de uma maior ingestão calórica.

Acrescente-se também que o facto de usarmos mais roupa, cobrindo geralmente, todo o corpo, faz com que as preocupações com a forma física sejam bem menores do que no Verão e, consequentemente, temos tendência a cair mais facilmente nas tentações…

Os alimentos muito ricos em gordura, sobretudo de origem animal (carne, enchidos, queijos…) e em hidratos de carbono acabam por estar no topo da lista das preferências. Por outro lado, a acumulação extra de calorias não é compensada com a perda energética (sim… com o frio e com a chuva, as idas ao ginásio acabam por se diluir, bem como as caminhadas ao final do dia ou depois de jantar…) o que explica os ganhos de peso. E quando se entra num ciclo vicioso, apenas a força de vontade individual pode ter alguma coisa a dizer.

Assim, uma das opções passa por aumentar o consumo de hortofrutícolas e leguminosas, nomeadamente, na sopa.

A sopa, para além de água, vitaminas, minerais, antioxidantes e outros compostos protectores, é rica em fibras, que regulam o apetite e ajudam a manter o trânsito intestinal controlado, evitando a sensação de inchaço. Inicie sempre as refeições principais com um belo prato de sopa. Outro cuidado a ter são os métodos culinários. A opção pela cozinha a vapor para além de preservar o sabor e os nutrientes dos alimentos evita que se acrescente gordura extra. Os cozinhados e ensopados também constituem uma opção a ter em conta, já que permitem uma maior combinação de alimentos.

Outro truque passa pela persistência e aumentar a prática de actividade física.


O Inverno também é sinónimo de dias com sol, por isso, há sempre a alternativa de uma caminhada com os amigos ou a família. Também pode optar pelo ginásio! Coloque a preguiça de lado e dê uma oportunidade ao seu corpo. Verá que depois, vai sentir-se mais bem disposta. Se a vontade de comer fora das refeições insistir em aparecer, lembre-se da fruta, prefira hidratos de carbono complexos e não se esqueça de beber frequentemente líquidos.


fonte: ser mulher
As cores / Os cortes / Os estilos

São pequenos truques que pode utilizar para simplificar as escolhas da roupa do seu dia-a-dia, que a ajudarão a valorizar a sua imagem e tirar partido do seu corpo e das roupas da moda.
 



As cores escuras disfarçam zonas amplas tornando-as mais elegantes e delgadas, pois os tons escuros absorvem a luz não a reflectindo.

O preto, o azul-marinho, o castanho, o cinzento-escuro, o verde-escuro e o denim brut são os tons usados para adelgaçar as partes mais volumosas do corpo.

Se tem o tronco largo em relação às pernas, anca e coxas, use peças de vestuário em tons escuros e combine-as com roupas de tons mais claros para a parte de baixo.

Pode usar pequenos pormenores em cores claras, para dar mais vida ao conjunto e ao aspecto do rosto, como por exemplo colarinhos, estampados, bordados, aplicações ou colares.

Se gostar de padrões, tenha em conta que os mais pequenos e em viés são os ideais para si, por exemplo estampados florais pequeninos, pintinhas, riscas giz ou desenhos assimétricos.

Os decotes mais favoráveis são em V, em U e de trespasse, “gola à Mao” (pé-de-gola) e golas em bico. Cortes e pinças ajudam a que a roupa se ajuste ao tipo de silhueta e que os ombros e cintura sejam valorizados.

Se a parte debaixo do seu corpo for a mais larga (cintura, anca e pernas), use as cores mais escuras nesta zona e as mais claras, fortes e vivas para o torso.

Evite roupas largas, com pregas e rodadas, pois dão-lhe mais volume. Prefira peças de corte direito e em godés. Evite calças slim, justas e afuniladas nos tornozelos, opte por modelos de frentes lisas, sem bolsos italianos e sem pregas, de cintura normal (+/- 2 dedos abaixo do umbigo).

Modelos ajustados nas coxas e alargar do joelho para baixo (modelo bootcut) são os ideais. Saias direitas tipo saia-lápis, corte tulipa e evasé.


A cintura deverá estar marcada ou sugerida através de cintos, cortes ou efeitos.
As peças que usar no torso podem ser de corte direito e em certas zonas pode usar um pouco de volume, por exemplo blusas e túnicas de corte império, preguinhas na tabela e escapulário das blusas e camisas, folhinhos e mangas um pouco tufadas.

Os decotes podem ser “à barco”, redondos, alcinhas e cai-cai. Pode usar riscas horizontais e padrões grandes.
O calçado de salto alto contribui para que a postura fique mais elegante, escolha modelos de biqueira fina e sem atilhos no peito do pé e tornozelos.

fonte: consultório de moda

Truques para melhorar a sua imagem

Publicado em janeiro 20, 2010
As cores / Os cortes / Os estilos São pequenos truques que pode utilizar para simplificar as escolhas da roupa do seu dia-a-dia, que a aju...

Ingredientes
    4 bananas maduras
    3 ovos
    2 claras
    150 g açúcar
    125 g farinha
    125 g manteiga
    1 colher de chá de fermento em pó
    Açúcar em pó q.b.
Preparação
    Numa tigela funda, misture a manteiga à temperatura ambiente com o açúcar, até obter um creme homogéneo.
    Separe as claras das gemas e junte estas ao creme. Acrescente as bananas esmagadas.
    Misture bem e incorpore a farinha e o fermento.
    Bata as claras em castelo bem firme. Envolva com cuidado na massa do bolo.
    Verta numa forma rectangular, previamente untada com manteiga, e leve ao forno médio por 50 minutos.
    Deixe esfriar, desenforme e polvilhe com açúcar em pó. Corte em quadrados antes de servir.

Bolo de Banana... hummmm!

Publicado em janeiro 17, 2010
Ingredientes     4 bananas maduras     3 ovos     2 claras     150 g açúcar     125 g farinha     125 g manteiga     1 colher de chá...

Os elementos artificiais que usualmente são recomendados, na maioria dos casos, prejudicam o decurso natural da amamentação. Para ter uma ideia, as bombas utilizadas durante o engurgitamento podem desiquilibrar a produção de leite na sua adaptação oferta/procura; os mamilos de silicone estão associados a menor produção de leite e as chupetas e tetinas utilizadas precocemente estão na origem da “confusão de mamilos” (nipple confusion), uma confusão comum do bebé, por não saber distinguir a pega da chupeta e a pega no peito da mãe, sendo a pega correcta a base essencial para uma amamentação bem sucedida.

    * Prevenção do Ingurgitamento

Entre as 48 e as 72 horas após o parto, geralmente ocorre a descida do leite. Seria importante as mães estarem atentas ao consumo de líquidos e dosearem a sua ingestão (beberem menos líquidos entre o início do 3º e o 4º/5º dias após o parto).

É essencial que, ao sentir a subida de leite proceda aos seguintes passos:
- colocação de sacos de água quente antes de cada mamada: utilize um saco de água quente ou algo similar (sacos de gel, garrafa com água quente) em períodos de meia hora, antes das mamadas, seguidos de massagens;
 - massagem: a massagem deverá ser feita pondo um pouco de óleo de amêndoas doces ou manteiga de cacau na ponta dos dedos, em pequenos círculos à volta do seio. Seguidamente, com os dedos em forma de pente, penteie em direcção ao mamilo, em direcção descendente, com movimentos suaves, de forma a desbloquear os canais de leite e a desfazer eventuais nódulos. (uma posição inclinada favorece este tipo de massagem).

    * A Pega

Uma pega eficaz é essencial para uma amamentação bem sucedida. A dor nos mamilos é um sinal de alerta de que a pega não está adequada, o que poderá causar desconforto à mãe e interferir na alimentação do bebé. Se a dor persistir, por favor contacte, logo que possível, um dos nossos voluntários para poder orientá-la na correcção da pega. (Esta orientação pode ser realizada com uma visita domiciliária).

Como ajudar o bebé a pegar na mama:


Tocar os lábios do bebé com o mamilo;
Direccionar o mamilo para o palato do bebé;
Esperar até que a boca esteja bem aberta;
Nessa altura trazer o bebé rapidamente à mama;
O nariz e o queixo do bebé ficam junto à mama;
A cabeça do bebé deve estar alinhada com o resto do corpo (para não ter a cabeça voltada para o lado para mamar)
Vê-se pouca aréola por baixo;
Puxar, com o dedo indicador, o queixo do bebé para baixo, fazendo com que a boca abra mais e o lábio inferior esteja virado para fora;
Pode-se ver e ouvir a deglutição.



Como segurar a mama:

    * Primeiro, a mãe deve encontrar-se numa posição confortável.
    * A mão deve estar em forma de C - com os quatro dedos contra a parede do tórax debaixo da mama; com o indicador a apoiar a mama por baixo; o polegar coloca-o acima da zona superior da aréola.
      Os dedos não devem estar próximos de mais do mamilo.
* Horário e duração das mamadas

O bebé deve mamar em horário livre, a seu pedido. Quanto mais vezes o bebé mamar, maior será a produção de leite;
Como todos os bebés são diferentes, também a duração das mamadas pode diferir de bebé para bebé. A duração da mamada pode variar entre 4 e 30 minutos (quando o leite é maduro - após o 15º dia), mas a situação deve ser avaliada.
O bebé deve mamar tudo o que desejar de um lado, até deixar a mama espontaneamente, e após eructar (arrotar) deve oferecer-se a outra. O bebé poderá aceitar ou não. Muitos bebés ficam satisfeitos se mamarem só dum peito.

    * Não existem leites fracos


O leite no início da mamada pode ter um aspecto mais aguado, por ser mais rico em lactose e menos rico em gordura, mas ao longo da mamada o leite altera o seu aspecto, ficando mais espesso por ser mais rico em gordura. Tanto o leite do início da mamada como o leite do final da mamada são importantes para o bebé.

    * Sinais que nos podem dar a indicação de que o bebé está a receber leite suficiente

O bebé mama várias vezes ao dia (o recém-nascido deve mamar 8 a 12 vezes por dia);
Parece satisfeito após a mamada (embora alguns bebés possam ser pacientes após a mamada)
Parece saudável e atento;
Urina várias vezes ao dia;
A urina não tem um cheiro forte;
Durante mais ou menos as 6 primeiras semanas de vida defeca entre 2 a 5 vezes por dia (depois das 6 semanas pode haver bebés que estejam alguns dias sem defecar, isto não constitui nenhum problema desde que o bebé esteja a ser exclusivamente amamentado);
O bebé aumenta de peso
Durante a primeira semana de vida, o bebé perde cerca de 10% do seu peso inicial, entre a 2ª e a 3ª semana de vida o bebé recupera o peso com que nasceu.

fonte: www.abcdobebe.comhttp://www.abcdobebe.com/amamentacao/como-amamentar.html

Depois das primeiras versões a preto do xaile, o catálogo de 1991 apresentou uma série de novas cores: branco, violeta, verde azeitona e ferrugem. Quatro anos depois, novas e suaves sensações foram associadas através de tons como o chocolate, castanho-camelo, bege, vermelho, azul e ameixa.

Agora, surge uma nova edição e reinterpretação dos xailes Monograma, em 25 cores e com três estilos diferentes: Rock, em lã e seda laminada; Minimalist, em lã, seda cassis e veludo polka-dot; e Bleach, em lã e seda enrugada.

Resultado de um savoir-faire único e de uma mistura de materiais preciosos, os novos xailes estão disponíveis nas lojas Louis Vuitton por €480.


fonte: mulher portuguesa

Dicas para fazer a sua lista de casamento

      1- Cerca de três meses antes do casamento (na altura em que enviar os convites) escolha as lojas que mais gosta e com as quais se identifica para decorar a sua casa.

      2- Embora algumas pessoas prefiram concentrar num único espaço as compras todas, terá algumas vantagens em escolher lojas com diferentes estilos (uma mais direccionada para móveis; outra para serviços de cozinha, utensílios e, de preferência, electrodomésticos; e outra para objectos de decoração (molduras, candeeiros, jarras, etc).

      3-Deve conter vários tipo de objectos e sugestões para diferentes preços.

      4-Quando os convidados confirmarem a presença no casamento, aproveite para dizer onde colocou a lista.

      5-Se ainda não tem o enxoval completo, aproveite este altura para o fazer. Escolha uma loja que venda lençóis de cama, de banho e edredão.

      6-Alguns casais têm a casa praticamente mobilada antes de casar. Nesses casos, aproveitem para fazer a lista numa agência de viagens e escolher uma viagem de sonho.

      7-Se não conseguirem escolher tudo antes do casamento, não se preocupem. Façam uma lista provisória e, quando chegarem de lua-de-mel, troquem os presentes consoante aquilo que vos der mais jeito.



O que não pode esquecer

 

      1-Serviço de loiça para o dia-a-dia e serviço casual
      2-Serviço de copos para o dia-a-dia e serviço formal
      3-Faqueiro casual e de prata
      4-Utensílios de cozinha
      5-Enxoval (conjunto de lençóis, toalhas de mesa, guardanapos)
      6-Para a casa: desde aspirador, televisão, dvd, aparelhagem de som, ferro de engomar, tábua, máquinas de cozinha, cortinas, tapetes, até às peças de decoração, como molduras, castiçais, candeeiros, argolas, etc.


fonte: casamento click

VERDADEIRAMENTE SENSUAL, O VERMELHO PAIXÃO EXIGE  MUITA AUTOCONFIANÇA

    A cor vermelha nos lábios é, além de clássica por antonomásia, verdadeiramente sexy e sensual. No   entanto não é para todas. Só as mulheres com uma boa dose de autoconfiança se sentiriam bem com elas próprias.


Se vai estar preocupada durante toda a noite com o seu aspecto, será melhor colocar esse tom mais neutro com o qual já sabe que se sente bem. Se está disposta a dar o passo mas ainda tem dúvidas, pode iniciar com um vermelho translúcido, pois é fácil de retocar sem espelho e os pequenos defeitos não se notam muito.

Os lápis cremosos ou mate são mais difíceis de aplicar, embora sempre possa suavizar a cor aplicando-os com o dedo. Antes da aplicação, limpe bem os lábios para eliminar quaisquer impurezas. Assim a cor ficará bem repartida e não se acumulará em determinadas zonas. Pode utilizar uma toalha húmida, um exfoliante suave ou ainda uma escova de dentes. Em seguida aplique uma fina camada de pó. Isso ajudará a fixar a pintura. Aplique uma capa de cor e pressione os lábios com um lenço para retirar o excesso de produto. Coloque outra camada de pó e volte a pintar.

Seguindo estes passos, o vermelho será mais intenso e duradouro.



A boca vermelha tornou-se um atributo de sedução. Especialmente em Hollywood, onde estrelas do cinema como Marlene Dietrich, Rita Hayworth e Mae West, conseguiram tirar a fama de vulgar, do vermelho que até então era usada por prostitutas e mulheres de “má vida” que trabalhavam em bares e cabarés. Mais tarde, nos anos 50 e 60, o vermelho torna-se de facto, a cor da sedução. Marilyn Monroe, o ícone de sex-appeal, e sua boca carnuda e vermelha transformaram-se em sinónimos de sensualidade feminina.


O vermelho é considerado como o símbolo fundamental do princípio de vida, segundo o Dicionário dos Símbolos. Com a sua força, o seu poder e o seu brilho, o vermelho é a cor do fogo e do sangue e acima de tudo da paixão.

fonte: tendendias

Ingredientes:

    * 450 g. de batatas descascadas e cortadas em bocados
    * 225 g. de frango cozinhado e desossado
    * 425 g. de feijão de lata
    * 300 g. de milho de lata escorrido
      * 1 maçã reineta sem o coração e ralada
    * 1 colher de sopa de amendoins salgados
    * 1 colher de sopa de passas
    * 2 gemas
    * 1/4 de colher de chá de sal
    * 1/4 de colher de chá de pimenta preta
    * 20 g. de manteiga.

Preparação:

Ligue o forno a 190 º. Leve ao lume um tacho grande com água e, quando levantar fervura, junte as batatas. Deixe-as cozer durante 10 minutos, ou até ficarem bem tenras.
Entretanto, corte o frango em bocadinhos e misture com o feijão, o milho, a maçã, os amendoins e as passas.
Deite o preparado num tabuleiro untado. Reduza as batatas a puré e junte as gemas, o sal, a pimenta e a manteiga e deite sobre o preparado de frango.
Leve ao forno durante 30 minutos, ou até a crosta ficar bem dourada. Sirva bem quente com uma salada.
Ingredientes:

    * 2 fatias de pão de forma sem côdea
    * 3 colheres de sopa de leite
    * 400 gr de peito de frango
    * 1 ovo
    * Sal e pimenta moída na hora q.b.
    * Óleo de soja para fritar


Preparação:

Pique o pão de forma no processador de alimentos. Regue com o leite e reserve.
Lave o frango, pique e junte-o ao pão no processador. Junte o ovo, o sal e a pimenta e bata até obter uma massa homogénea.
Transfira para uma tigela e molde 20 almôndegas.
Aqueça o óleo numa panela e frite as almôndegas, aos poucos, até que fiquem douradas.
Retire-as com uma escumadeira e coloque-as sobre papel absorvente.

Acompanhe com salada e ou arroz de tomate.

Ainda muito novos já são um pouco rabugentos, mas nada poderia prever que mais tarde se tornariam uns verdadeiros rebeldes. Pintam o cabelo, fazem furos nas orelhas, ouvem música horrenda, fecham-se no quarto e as contas de telefone sobem drasticamente. À beira de um súbito e duplo ataque de nervos, os pais tentam proibí-los de levar a deles avante, mas isso é apenas uma conturbada perda de tempo.

A partir dos 15, 16 anos o ambiente lá por casa parece dar uma volta de 180 graus. Os filhos parecem mudar totalmente. Aquele anjinho torna-se um pequeno/grande rebelde, sem maneiras, demasiadamente silencioso, e profundamente fechado em si mesmo. Estamos a falar-lhe da adolescência, altura em que os jovens sofrem grandes modificações, algumas necessárias, outras nem por isso. Por muito estranho que pareça aos pais, estes devem saber respeitar o seu mundo, silêncio e amizades.

Para começar, aos pais provoca-lhes alguma confusão o que é que os filhos fazem tantas horas metidos no quarto. Trata-se do seu mundo! O quarto é o local onde se sentem bem, refugiados de tudo o que os rodeia, sejam dos pais ou da pressão dos amigos. Ali, meditam sobre a vida, pensam sobre as suas fraquezas e o seu papel na sociedade. Os pais devem saber respeitar este refúgio, bem como os momentos em que eles optam pelo silêncio. Ainda que tente puxar por eles, não vai ser fácil fazer um adolescente deitar algo cá para fora, se o mesmo não quiser

A Joana até é bem bonita!-pensa a sua mãe. Daí que estranhe qual a necessidade que ela tem de levar horas ao espelho, a pentear-se, ou a arranjar o seu novo brinco no nariz. De cabelo pintado, com madeixas azuis, e com as orelhas cheias de furos, a Joana era bem mais bonita ao natural-pensa a mãe. Como se isso não bastasse o seu quarto está um pranto. A cama por fazer, a roupa toda espalhada, os papéis espalhados nos quatro cantos da divisão, e por todo o lado posters de pessoas que a mãe nunca viu na vida. Este é o mundo de um adolescente, rebelde e ansioso por novas experiências.

Os pais devem saber respeitar estas mudanças, ainda que não as consigam encarar com bons olhos. Todavia, é necessário estar atento para que estas coisas habituais não se tornem mais graves, e não fujam dos limites desta fase. Aos adolescentes é habitual estarem ligadas as mudanças bruscas de humor: tanto podem estar numa depressão inexplicável, como podem levar horas a rir sem sequer perceberem o motivo.

Quando os amigos vão lá a casa, metem-se todos no quarto e ali levam horas a fio, a ouvir música ou então a segredar entre eles. Os pais jamais ousem entrar no quarto sem baterem primeiro à porta, porque senão os atritos entre si e o seu filho podem ser bem graves. Há que os respeitar e deixá-los levar a sua vida, desde que isso não os venha a prejudicar no futuro. Esta é apenas uma fase pela qual todos passam e, caso a vivam tardiamente, os efeitos podem ser muito nefastos.

Estabeleça com eles uma relação de igual para igual, esforce-se por compreendê-los e não ouse insultar os seus amigos. Mesmo que julgue que estes não são uma boa companhia, tente explicar-lho de outra forma que não pela via do insulto. O ideal é começar logo, desde muito cedo, a ouvi-los e a incentivá-los. Se só agora está a pensar nessa aproximação, saiba que já é tarde demais. Deixe passar esta fase e, à partida, tudo voltará ao normal. Contudo, a atenção deve ser sempre imprescindível, mas não confunda atenção com fiscalização!

fonte: mulher portuguesa


Água à refeição engorda?
Não e recomenda-se beber um litro e meio de água por dia, pelo menos. Além de não ter calorias, a água constitui 70% do nosso corpo e intervém, entre outras, na regulação térmica e na reparação de tecidos.

A manteiga é mais gorda do que a margarina?
As duas fornecem as mesmas calorias, pois são compostas por 80% de matéria gorda, no mínimo. Mas a margarina, sobretudo a de origem vegetal, é preferível, pois contém ácidos gordos insaturados. Se optar pelas margarinas ou manteigas magras ou light, estas contêm, no máximo, 41% de matéria gorda, mas não servem para uso culinário, devido ao seu teor em água.

Qual a melhor gordura para fritar?

Evite a margarina e a manteiga. Os óleos mais resistentes ao calor são os alimentares (de mistura), de amendoim, de girassol e o azeite. Frite os alimentos a 180ºC, pelo menos, excepto as batatas (basta a 175ºC). Mude o óleo a cada 12 utilizações, no máximo, ou depois de 3 meses, caso frite pouco. Antecipe a sua renovação se o óleo estiver degradado. O aquecimento repetido estraga um óleo. Frite todos os alimentos de seguida, já que os aumentos e as reduções de temperatura podem ser prejudiciais. As gorduras dos fritos de produtos com farinha, ovo ou pão ralado degradam-se mais facilmente. Não as aproveite. Para reduzir o óleo nos panados, doure bem os alimentos. A crosta impede a entrada de óleo.

As batatas cozidas têm menos calorias?
Sim. Se forem fritas, têm o triplo das calorias. Cozidas, são menos calóricas do que a massa e o arroz cozidos. É o modo de as preparar, e não as batatas em si, que as torna calóricas, sobretudo, quando se utiliza gordura. Prefira as batatas assadas, cozidas, em puré ou estufadas. Se fritar, corte-as grossas, para absorverem menos gordura e, antes de as colocar no óleo, seque-as bem. Caso utilize batatas congeladas, coloque poucas no cesto, para que não demorem a fritar e absorvam menos gordura.

Que alimentos não se deve misturar à refeição?
As chamadas dietas dissociadas, como a de Montignac, não permitem juntar gorduras e hidratos de carbono (torradas com manteiga e batatas fritas, por exemplo). Só são permitidos os pratos que juntem hidratos de carbono e proteínas ou gorduras e proteínas.
Não há base científica para uma suposta vantagem em separar as gorduras e os hidratos de carbono. Estas dietas podem ainda revelar-se pobres em hidratos de carbono, o que diminui as reservas de glicogénio. No limite, o corpo recorre às proteínas, com a consequente perda de massa muscular. Mas tendem a ser ricas em gordura, o que tem efeitos nocivos na saúde cardiovascular, por exemplo.

Os alimentos integrais são mais saudáveis?

Os produtos integrais contêm mais fibras. O pão integral, por exemplo, tem mais fibras, vitaminas e sais minerais do que o pão branco. As fibras ajudam a saciar e controlar o apetite e estimulam o trânsito intestinal. Estudos indicam que ajudam a prevenir o cancro do cólon, diabetes e doenças cardiovasculares. Por dia, recomenda-se 25 a 30 gramas de fibras, entre fruta, legumes e cereais integrais.

O que significa "light"?
Um produto só pode ser considerado light se apresentar uma redução de, pelo menos, 30% num nutriente como gordura ou açúcar, face ao alimento tradicional. O rótulo deve indicar as características que o tornam light: “menos 33% de gordura”, por exemplo. Mas não significa que o produto seja menos calórico: pode reduzir a gordura e compensar no açúcar, mantendo o valor energético.

O que significa "sem adição de açúcar"?
“Sem açúcares adicionados” significa que o produto não contém açúcar ou outro ingrediente com propriedades edulcorantes. Mas quando os açúcares estão naturalmente presentes, como no chocolate, que contém açúcar natural do leite e cacau, devem indicá-lo no rótulo.

Os edulcorantes têm risco?
Apesar de serem precisos mais estudos sobre a influência dos edulcorantes em doenças, sabe-se que alguns podem provocar alergias ou hipersensibilidade. É o caso do aspártame, utilizado para adoçar café ou iogurte. Este substituto do açúcar é uma opção para os diabéticos. Os edulcorantes artificiais são ainda usados nos alimentos e bebidas light: apresentam um valor calórico nulo ou quase nulo. Mas é preciso cuidado para não ultrapassar as doses diárias admissíveis. Sendo o limite calculado em função do peso, as crianças devem limitar o consumo de edulcorantes, pois atingem mais depressa a dose máxima. As grávidas devem, também, evitar o seu consumo. Quem sofre de fenilcetonúria, incapacidade de metabolizar a fenilalanina, não deve consumir produtos com aspártame, pois estes contêm fenilalanina.

Qual a melhor alimentação para problemas de colesterol?

Nestes casos, as gorduras saturadas são um alvo a abater. Carnes vermelhas, charcutaria e outros produtos gordos de origem animal devem ser banidos da dieta, bem como alimentos ricos em ácidos gordos trans. É o caso dos produtos de padaria, bolachas e óleos de fritura reutilizados, entre outros. Já as gorduras monoinsaturadas, como o azeite, ajudam a reduzir o mau colesterol. Nas gorduras polinsaturadas, os benefícios vêm, sobretudo, dos ácidos gordos ómega 3 e ómega 6. Peixes gordos, como salmão, atum, cavala e sardinha, os óleos vegetais de milho e girassol, e frutos oleaginosos, como nozes e amêndoas, são amigos do coração.

Qual o valor dos produtos anticolesterol?
Margarinas, leites e leites fermentados à venda contêm esteróis e estanóis vegetais, componentes naturais de plantas que actuam no intestino, limitando as hipóteses do mau colesterol entrar no sangue. Mas o seu consumo deve ser complementado com uma dieta equilibrada e variada, rica em fruta e vegetais, e exercício físico. “Reduz o colesterol” é uma das alegações de redução de risco de doença ou de saúde que só pode ser feita quando comprovada pela ciência. Até 2010, a Comissão Europeia vai aprovar uma lista de alegações para todos os Estados-membros e as condições para a sua utilização. A quantidade e a forma de ingerir o produto, indicação da importância de uma dieta variada e equilibrada e avisos de riscos ou quem deva evitar o seu consumo também serão obrigatórios nos rótulos.


fonte: deco
Ingredientes
    Massa quebrada: 1 embalagem
    Cebola: 1
    Azeite: 4 colheres de sopa
    Espinafre: 500 gr
    Ovo: 4
    Nata: 1 embalagem
    Queijo mozzarella: 100 gr
    Sal: q.b.
    Pimenta: q.b.
Preparação
    Refogar a cebola bem picada em azeite. De seguida juntar os espinafres e deixar cozinhar um pouco, mexendo de vez em quando.
    Temperar com sal e pimenta a gosto.
    Bater os ovos com as natas. Adicionar o preparado anterior e o queijo mozarela ralado.
    Colocar a massa quebrada num recipiente de tartes como indicado na embalagem. Verter o preparado anterior e levar ao forno. Antes de retirar verificar se está cozido.
Pode acompanhar com uma salada mista.

Quantas e quantas vezes, não vai descontraídamente na rua ou está noutro local e, encontra alguém que não vê, há imenso tempo? O tema de conversa inicial é o habitual e, as perguntas, são as da praxe: "Então, ainda trabalhas no mesmo sítio? E os filhos como vão?". A conversa prossegue, ou então limita-se a cumprimentar o outro e, seguir o caminho. Mas, será esta aparente indiferença, algo de correcto e revelador de boa educação? O bom comportamento é complicado, mas necessário para viver em sociedade.

Encontra-se impacientemente numa fila de espera, aguardando pelo autocarro que, teima em não chegar. Olha em volta, já farto de estar à espera. Mas, pode ainda estar na fila de espera, para o guichet de um banco e, não sair do mesmo sítio no espaço de 15 minutos. Ninguém gosta de esperar, mas saber aguardar é uma virtude.

O que deve fazer é esperar calmamente sem se irritar e, jamais ouse passar à frente de ninguém. Não suspire ou fale para dentro em sinal de desagrado, porque esta expressão sonora não o leva a lugar algum. Além disso, pelo facto de se encontrar irritado, escusa de estar colado, literalmente falando, à pessoa que está à sua frente. Certamente, isso lhe causará problemas.

Criticar a pessoa que o atende, não leva a lado algum. Um leve sorriso em sinal de satisfação do atendimento, fica sempre bem. A rapidez com que se expõe a situação, deve ser tida em conta. A fila "andará" mais rápido e, o trabalho será mais produtivo.

Outra situação reveladora de boa educação, é nos restaurantes. Ao entrar num restaurante, deve sempre ir cumprimentar alguém que conheça. Se estiver acompanhado, e se a sua companhia, for uma senhora, aguarde que esta se sente, para só depois, ir cumprimentar os seus conhecidos. O cumprimento deve ser breve, pois não se deve deixar uma senhora à espera. É falta de educação.

Se o convidarem a sentar com essas pessoas que encontrou, tenha em conta se isso agrada à sua companhia. Caso aceite o convite, faça as devidas apresentações.

O cabeleireiro, é em muitas das vezes, a segunda casa das senhoras. Há a oportunidade de as mulheres poderem ser elas mesmas, ainda que com rolos e tintas no cabelo. Esta cumplicidade faz com que, em muitos casos, as pessoas se esqueçam da educação que têm, noutros locais públicos. O tema forte são as coscuvilhices, ainda que não fique bem, falar-se nem da sua vida particular, nem da dos outros. Até porque, pode estar presente, alguém que conte o sessão de coscuvilhices ali passada.

O barulho ensurdecedor do secador faz falar em voz alta, mas este elevar do timbre é bastante indelicado e imprudente. Deve ainda ter em atenção que, não é educado nem correcto, falar do motivo porque se deslocou ao cabeleireiro. Imagine que, é porque vai a um jantar de gala ou a uma festa. As pessoas podem achá-la prepotente e snob, por mencionar o sítio onde vai, ainda por cima se for para ir a um sítio fino, e que exija traje a rigor.

Em locais públicos, num restaurante ou no cabeleireiro, numa fila de espera, ou onde quer que seja, saiba ser devidamente correcto e educado com os outros e, com a sua própria imagem exterior. A linguagem e o comportamento são essenciais, para que retenham de si uma boa imagem.

fonte: mulher portuguesa

Leguminosas devem fazer parte do jantar

Café, chocolate ou chá preto são alimentos conhecidos por dificultarem a chegada do sono, devido às suas propriedades estimulantes. Já menos conhecidos são os alimentos que favoreçam o sono. Leite quente e infusões calmantes – como a camomila ou a tília – ajudam a induzir o sono, mas o trabalho pode ser reforçado à hora de jantar. Basta, para isso, juntar leguminosas ao prato.

De acordo com a nutricionista Alexandra Bento, a ingestão de alimentos da família do leite, as carnes e as leguminosas, como os feijões (preto, encarnado, manteiga, frade, catarino…), grão-de-bico ou ervilhas pode evitar uma noite a contar carneirinhos. Estes alimentos contêm uma grande quantidade de triptofano, um aminoácido essencial que auxilia naturalmente o sono. Estes alimentos funcionam, desta forma, como uma espécie de “remédio caseiro” para as insónias.

Mas o seu efeito pode aumentar se forem integradas em refeições com hidratos de carbono, como as massas ou o arroz. Na verdade, esta combinação favorece os níveis de serotonina e melatonina, substâncias indutoras do sono. O sono é essencial à vida. Já diz o ditado que “deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer”. Porém, esta velha máxima não é seguida por 30 por cento da população portuguesa, segundo dados do Observatório Nacional da Saúde (ONSA).

Coma bem... e durma melhor

As noites “mal dormidas” podem ter os dias contados, bastando para isso que adopte uma alimentação variada e equilibrada, socorrendo-se também destes pequenos “truques”. Para conseguir uma noite tranquila, a Organização Mundial da Saúde deixa algumas recomendações: evitar o sedentarismo, ter uma alimentação variada e equilibrada, considerando horários e quantidades ingeridas.

Agora, não se esqueça de garantir a inclusão de alimentos ricos em triptofano, que ajudam a relaxar, e evitar os que prejudicam o sono, como como o café ou o chá preto, ricos em cafeína ou xantina, ou outras bebidas estimulantes, como as colas ou o guaraná. A inclusão de leguminosas numa refeição mais ligeira ao jantar é muito fácil, seja em sopas, estufados ou em saladas. Apesar de pequenas, as leguminosas têm propriedades nutritivas que podem melhorar o pesadelo das insónias e da sonolência diurna:

- São ricos em ácido fólico, essencial para o funcionamento do sistema nervoso

- Têm sais minerais (magnésio, zinco, cobre, cálcio e ferro) que melhoram a duração e a qualidade do descanso

- Aportam vitamina B1 (tiamina) capaz de combater a ansiedade e deixar o corpo mais relaxado


Ter uma noite tranquila também deve ser prevista durante o dia

Todos sabemos que a qualidade do repouso afecta a capacidade de trabalho e concentração. Os especialistas garantem que, para manter corpo e mente sãos, é necessário descansar bem durante 7-9 horas por noite. Por isso, está na hora de investir numa alimentação cuidada e mudar alguns hábitos. Aqui ficam as dicas de Alexandra Bento:

- Não vá para a cama nem com fome, nem com o estômago demasiado cheio

- Não abuse dos líquidos antes de dormir, assim acorda menos vezes para ir à casa de banho

- Beber café, chás fortes ou bebidas alcoólicas está fora de questão

- Pratique uma actividade física regular. Um passeio a pé meia hora antes de se deitar pode fazer maravilhas

- Se tem peso a mais, faça um esforço por perder alguns quilos. Sabia que a obesidade aumenta o risco de diversas doenças do sono?

- Tenha cuidado com os alimentos muito processados, condimentados ou com alto teor de gordura ou açúcar

- Não coma pelo menos duas horas antes de dormir

- Tente deitar-se e acordar sempre à mesma hora.

fonte: sapo

Não é por acaso que a fruta de Inverno tem o tom amarelo, como é o caso da laranja.
Porque é na prevenção que devemos investir, aproveite os benefícios da vitamina C, reforce o seu sistema imunitário e minimize os efeitos dos atchin’s…

Não vale a pena falar apenas em Gripe A. A estação do frio já chegou e a gripe sazonal também faz as suas mazelas. Tosse, espirros, em alguns casos vómitos e diarreias, fazem parte dos sintomas que deixam qualquer pessoa de rastos! Consequentemente, aumenta a desidratação do corpo, tornando-o ainda mais vulnerável às infecções. O ideal é reforçar o seu sistema imunitário e torná-lo mais resistente às infecções.

A alimentação no geral e a fruta, em particular, desempenham um papel essencial na prevenção de doenças e na manutenção do bom funcionamento do organismo. No que toca às cores, não é por acaso que a fruta de Inverno tem o tom amarelo. A laranja, a tangerina, a clementina e o diospiro fornecem um nutriente com reconhecidas propriedades preventivas: A vitamina .

Vitamina C ao serviço da prevenção

Todos conhecem as propriedades dos citrinos, em especial da laranja. Basta um fruto de tamanho médio para fornecer a dose diária recomendada de vitamina C que um adulto precisa (cem gramas de laranja fornecem aproximadamente 60 mg de vitamina C). Mas quais são as propriedades desta vitamina que todos procuram no Inverno? A vitamina C fortalece o sistema imunológico contribuindo para proteger o organismo contra as infecções.

No caso da laranja, o betacaroteno, o fitonutriente que garante a cor à laranja, confere a este fruto um alto nível de protecção antioxidante. Estes carotenóides também ajudam a activar o sistema imunitário, melhorando as defesas do organismo, tendo efeitos benéficos sobretudo ao nível das infecções respiratórias e nas gripes. Já o diospiro, um fruto adocicado, rico em açúcar, tem muita vitamina A e B, e sais minerais (ferro, fósforo e cálcio). A goiaba, com um alto teor de vitamina C, também se destaca por ter vitamina A, B1 e os sais minerais (fósforo, ferro e potássio) que auxiliam no combate às infecções, a minimizar a tosse e os efeitos das diarreias.

É importante não esquecer a hidratação

No e-book publicado pela Faculdade de Ciências de Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP), as recomendações para o planeamento dos cuidados a ter com a alimentação em tempo de gripe são claras: Reforçar as defesas naturais do organismo através de alimentos que simultaneamente auxiliem na hidratação. A água, as tisanas, a sopa e a fruta, de dose, ao natural e em sumos, evitam que o corpo desidrate, ajudando na recuperação do doente. No caso da fruta e dos sumos, a mais valia também se estende ao reforço do sistema imunitário por via das vitaminas (A, complexo B, C e E) e dos minerais (zinco, ferro, selénio e cálcio).

Mais do que nunca, MAIS VALE PREVENIR DO QUE REMEDIAR! Quando integrada numa alimentação variada e equilibrada, a fruta ou dose de fruta ou sumo, desempenha um papel essencial e eficaz na promoção da saúde. Ou seja, reforçar diariamente as defesas do organismo, com uma alimentação variada e equilibrada, uma hidratação adequada e com a prática de actividade física está na génese de um sistema imunitário mais resistente às infecções. Pequenos gestos que, na hora das doenças, podem fazer a diferença entre uma simples gripe ou uma grande gripe.

fonte: sapo

Para resistir à gripe, coma fruta!

Publicado em janeiro 02, 2010
Não é por acaso que a fruta de Inverno tem o tom amarelo, como é o caso da laranja. Porque é na prevenção que devemos investir, aproveite ...

Não é só uma questão de elegância, é também de saúde. Levar uma vida disciplinada, assente num regime alimentar correcto e na prática de uma actividade física, é a forma inteligente de trabalhar nestes dois sentidos que, como se sabe, estão interligados. A entrada no novo ano é a altura ideal para fazê-lo. Depois de um período de excessos alimentares, as boas resoluções de 2010 podem começar por um programa de purificação do organismo. O mais popular é neste momento o detox, que privilegia a ingestão de líquidos em detrimento dos sólidos.

Segundo a nutricionista Patrícia Padrão, os cuidados essenciais da alimentação saudável incluem a necessidade de uma hidratação coerente, a distribuição de alimentos ingeridos às diferentes refeições, o consumo abundante de produtos hortícolas, fruta e cereais integrais, e a ingestão de lacticínios, evitando os gordos, de carne e peixe.

A não perder de vista O mais importante é “seguir alguns princípios da culinária saudável”, diz. Isto é, manter o lume brando e água desde o início das preparações, para os alimentos cozerem sem atingir temperaturas elevadas, e o uso abundante de hortícolas. “Incluindo os de sabor mais intenso como o alho e a cebola, o alho-francês, os coentros e a hortelã, de forma a minimizar o uso do sal e obter excelente sabor.” Para a confecção dos pratos, a gordura indicada “é o azeite” que “deve ser suprimida quando se cozinha carne”.

Fazem parte de um regime alimentar equilibrado “o consumo de sopas, caldeiradas e açordas e estufados em que os alimentos animais sejam cozidos numa calda de sucos hortícolas em lume brando. E assados a baixa temperatura (até 180 ºC), aromatizados com hortícolas, ervas e especiarias”.


A água é essencial
A água é muito importante no nosso organismo. “É um elemento essencial à vida”, observa a nutricionista, explicando que esta faz parte da estrutura dos tecidos e é usada para transportar os nutrientes de que o organismo precisa. Transporta ainda os produtos resultantes do metabolismo, tendo ainda um papel essencial na estabilização da temperatura corporal. “A água apoia as funções celulares, interferindo no funcionamento de todos os sistemas e órgãos.” Diariamente é preciso ingerir quantidades de fluidos para compensar as perdas sofridas através da respiração, urina, fezes e suor, “de forma a assegurar a regulação do balanço hídrico”. As quantidades diárias de água variam conforme o sexo, fase do ciclo da vida, temperatura ambiente e actividade física. Os alimentos também dão o seu contributo, uma vez que quase todos eles têm água na sua constituição. Os mais ricos neste aspecto são os hortofrutícolas. Como vê, não é difícil seguir uma dieta saudável. Comece hoje!

fonte: máxima