Diminuir a dívida do empréstimo permite aliviar o orçamento familiar.

Amortizar créditos

Diminuir a dívida do empréstimo permite aliviar o orçamento familiar. Mas, no crédito pessoal, nem sempre é vantajoso, pois as comissões por reembolso antecipado são muito elevadas.
Quem melhorou a sua situação financeira, tem três opções para reduzir ou eliminar as despesas de um empréstimo em curso. Amortizar o capital em dívida, para suavizar a prestação, ou suportar mensalidades mais altas, para diminuir o prazo em falta. Pode ainda conciliar ambas. Em qualquer caso, considere os custos da amortização antecipada. Salvo raras excepções, implica pagar uma penalização por reembolso antecipado.

Condições e custos

Se, no crédito da casa, as penalizações estão limitadas por lei, o mesmo não se passa no crédito pessoal. No primeiro, os bancos não podem cobrar mais de 0,5% sobre o montante amortizado, se o empréstimo tiver taxa variável, e mais de 2%, se for fixa. Em qualquer crédito à habitação, tem de avisar o banco da sua intenção até 7 dias úteis antes de pagar a prestação, se a amortização for parcial, e até 10 dias úteis antes de a concretizar, se for total.
Nos créditos pessoais, as penalizações e o prazo para pré-aviso variam consoante a instituição, ficando o consumidor sujeito às imposições do banco. Faça bem as contas, porque as penalizações podem ser superiores aos juros que deixa de pagar e a amortização não compensar. Para comparar o valor da penalização com o dos juros que consegue reduzir, peça ao banco o plano de pagamentos.

Prazo mais curto

Quando a situação financeira do agregado familiar permite suportar uma prestação mais alta, vale a pena reduzir o prazo do empréstimo. Mantendo-se inalterados o capital em dívida e a taxa de juro, a grande vantagem é a diminuição dos juros a pagar. Consulte o seu banco, peça uma simulação com prazos mais reduzidos e verifique o montante de juros poupados.
 Se o valor da comissão cobrada for inferior à poupança dos juros, então, a operação é compensadora.
Recorrer à amortização de capital e redução simultanea de prazo é, contudo, a opção que mais embaratece o custo final do crédito, por diminuir os juros a pagar.

Fonte: decoproteste

Sem comentários:

Enviar um comentário